Unidos aos nossos Amados da Região Serrana

Oi Amados, estava lendo o Blog de Ana Paula Valadão e vi este e-mail do Pastor Sérgio Paim e com muito carinho gostaria de repassa-lo.
 Pois esta grande tragédia de uma certa forma tbm nos atingiu, eu sou quase carioca, pois estou casada com um Carioca a 9 anos e morei no Rio ( em São Gonçalo) por 4 anos onde conheci com muita alegria as cidades atingidas, (Petrópolis, Teresópolis, Itaipava e Nova Friburgo) quando morava lá, e nas férias neste começo de ano estava no Rio quando aconteceu estas tragédias e estava programando nossos passeios para Região Serrana e as chuvas nos impossibilitaram e acabamos desistindo e nos dias seguintes ouvimos chocados estas notícias, preocupados entramos em contato com parentes e amigos moradores da Região e ficamos um pouco tranqüilizados pois nada sofrerão.


Mas peço orem e se possível for contribua.
Bjão

Cintia Sant' Anna




 "Que a graça e a paz de Jesus esteja com todos. Eu estava de férias no Nordeste quando recebemos as primeiras notícias da Região Serrana. Portanto, eu e minha família estamos bem. Como Estava na Bahia, retornando de Natal, de carro, levei quatro dias para chegar em Friburgo. A primeira sensação que tive quando cheguei foi muito ruim. Não é fácil deixar sua cidade bem e retornar em um clima que lembra uma guerra. Carros de bombeiros, Polícia, Defesa Civil, Forças Armadas, por toda parte. Só de ver carros com adesivos “Ajuda Humanitária” subindo a serra junto comigo, já fiquei abalado. Infelizmente o que a mídia tem mostrado não corresponde a 10% do que aconteceu. Nossa igreja, assim como várias outras igrejas e entidades , está articulada e dando assistência às vítimas. Montamos equipes para receber, organizar e escoar o que tem chegado até nós. Algumas entidades como Rotary, Polícia Militar , Viva Rio, etc, tem direcionado todas as doações para nosso templo, que, neste momento, tem toneladas de donativos. Somente ontem depois de 23h encaminhamos quatro carretas para outras igrejas para facilitarmos o escoamento de donativos, que não param de chegar. Estamos com jipeiros, motos, ambulâncias e carros de
  passeio escoando o que chega para os locais de difícil acesso aonde ainda há pessoas passando fome e sede. A solidariedade do povo brasileiro tem me impr
 essionado. Também estamos com alguns desabrigados em nosso templo. Há vários abrigos pela cidade. Eu, particularmente, tenho chegado em lugares onde fico impressionado. A mídia tem mostrado muito o centro da cidade, onde caíram dois prédios e as praças e teleférico foram atingidos. Entretanto o pior está em determinados bairros. Estive no Alto do Floresta, onde um loteamento inteiro desceu, deixando aproximadamente 40 casas soterradas; Córrego Dantas está praticamente todo soterrado, só é possível ver parte do telhado de algumas casas, Campo do Coelho, Prainha, Jardim Califórnia e vários outros bairros foram quase que totalmente destruídos. Fiquei impressionado quando passei pela estrada que nos liga a Teresópolis. Entre o bairro de Duas Pedras e o Hospital São Lucas, que está interditado. A quantidade de pedras do tamanho de automóveis, impressiona. Estou com a lista oficial de óbitos atualizada nas mãos. Embora ainda não esteja sendo divulgado, o número de corpos já reconhecidos é de 532 (só em Nova Friburgo). Especialista dizem que chegará pelo menos a 1500, considerando o estado dos locais ainda não alcançados, que podem ser vistos pelos helicópteros. A tragédia da Região Serrana do Rio já é o maior desastre natural da história do Brasil, e já está sendo colocado entre os 10 maiores do mundo. Já temos alguns óbitos confirmados em nossa igreja. Por enquanto são quatro pessoas (quero crer que seja só). Mas infelizmente estamos sem notícias de vários irmãos que estão em bairros bem atingidos. Tenho recebido telefonemas e e-mails de vários irmãos querendo saber como ajudar. Pela cidade, creio que devem intensificar as orações, pois a ajuda humanitária – que tem salvo muitas vidas – já tem chegado de forma abundante. Mas se alguém que mora em cidades vizinhas desejar vir nos ajudar, não falta trabalho. Temos muito lugar para dormir no templo. Por nossa igreja talvez haja algo que as pessoas possam tentar fazer. Temos hoje uma folha de pagamento, com missionários que estão no campo, de 9.700,00 por mês. Não estamos preocupados com os pastores e funcionários que trabalham integralmente aqui em Friburgo, considerando que estamos em “terra alcançada” e com nossos familiares por perto. Mas não sabemos como enviaremos os recursos para nossos missionários. Também não cremos que Deus permitirá que eles tenham que voltar. Todas as nossas igrejas que se mantêm foram atingidas: Itaipava, Sumidouro e Banquete. Considerando que não temos tido reuniões e que a cidade está praticamente parada, obviamente não teremos receita nos próximos meses. Portanto, toda ajuda será bem vinda. Por isso, caso alguém deseje nos ajudar, passo a conta de nossa igreja: Banco Itaú Agência - 0222 C/C - 66766-9 – Igreja Ceifa. Orem pela cidade e, principalmente pela igreja. Todos estamos em choque. Não é fácil ver carros com gente dentro gritando descendo rio abaixo. É difícil abrir a janela de casa ao acordar e não ver o loteamento que deveria estar a sua frente. É difícil ver corpos jogados em seu quintal, sentir cheiro ruim pela cidade e saber que são corpos em decomposição e que você nem sabe onde está. É traumático ver filhos, parentes, cônjuge e amigos soterrados ou levados pelas correntezas sem poder fazer nada. Esta foi a experiência de muita gente por aqui. Ontem sai de perto das pessoas e tive uma crise de choro. Meu carro já estava carregado para sair com donativos e nem seria a primeira viagem que eu faria. Mas um simples adesivo colado em meu pára brisas dizendo: “Transito Livre – Defesa Civil” me fez desabar. Apesar de tudo estamos em paz. Continuamos confiando em Deus. Pois quem nos separará de seu amor?

 Me ajudem a divulgar este e-mail para os irmãos e amigos que buscam informações acerca de nós.

Um forte abraço para todos!

Obrigado pelas orações!

Pr. Sérgio Paim


Abatido, mas não destruído. (2 Co. 4:9)"

prsergiopaim@hotmail.com




Cia Casa de Davi

A arte a serviço do Reino. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.
- comentários com palavrões ou ofensas não serão aceitos;
- as criticas construtivas são sempre bem vindas;
- caso queira deixar o link para seu blog, fique a vontade.

Instagram