TEMA: SOMOS CHAMADOS PARA SERVIR JUNTOS DIA 34 - Sacrificando-se uns pelos Outros


Sacrificando-se uns pelos outros

Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos. I João 3:16

Serviço levado a sério requer sacrifícios sérios.
Mesmo assim, os crentes ainda têm vidas que requerem pequenos sacrifícios, ou até nenhum. Estão familiarizados com João 3:16, “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito...”, mas precisam se familiarizar da mesma forma com o que diz I João 3.16: “Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar
a nossa vida por nossos irmãos”.
O apóstolo Paulo disse que nosso trabalho como servos de Deus é validado quando nos doamos durante: ...”sofrimentos, privações e tristezas; em açoites, prisões e tumultos; em trabalhos árduos, noites sem dormir e jejuns; em pureza, conhecimento, paciência e bondade; no Espírito Santo e no amor sincero; na palavra da verdade e no poder de Deus; com as armas da justiça, quer de ataque, quer de defesa; por honra e por desonra; por difamação e por boa fama; tidos por enganadores, sendo verdadeiros; como desconhecidos, apesar de bem conhecidos; como morrendo, mas eis que vivemos; espancados, mas não mortos; entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo muitos outros; nada tendo, mas possuindo tudo” (2 Coríntios 6.4b-10).
Custasse o que custasse, Paulo achava que o sacrifício para enriquecer a vida dos outros para a glória de Cristo valia a pena (Filipenses 3:7). Ele mantinha seus olhos fixos no prêmio final (Filipenses 3:14). Seguia Jesus, de tal maneira que pôde suportar qualquer coisa em seu caminhar: cruz, vergonha, o que fosse (Hebreus 12.2). Jesus colocou de lado seus privilégios como Deus e assumiu o “status de escravo” (Filipenses 2:7), a fim de que os que cressem Nele pudessem ser “selados, lacrados e resgatados pelo Espírito Santo”(Efésios 1:13).
Eu e você somos beneficiados diariamente pelo sacrifício de outros crentes. Uma ilustração simples sobre isso é o prédio onde vocês se reúnem semanalmente para o culto. Você já parou para pensar em quantas pessoas se sacrificaram para que você tenha um lugar para adorar?
Gerações anteriores se sacrificaram em seu benefício e agora é sua vez de servir ao propósito de Deus em sua geração (Atos 13:36). Deus não pede a nenhum de nós que dê mais do que Jesus. “Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele no amou e enviou seu filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar uns aos outros” (1 João 4:10-11).
Nosso sacrifício semelhante ao de Cristo deve ser:
Voluntário. Jesus disse que sua vida não seria tirada dele, mas ele a entregaria livremente (João 10.18). Da mesma forma, Estevão, o primeiro mártir cristão, ofereceu sua vida voluntariamente (Atos 7:59-60).  Talvez não peçam para morrer por nossa fé, mas Jesus espera que morramos diariamente para nossos interesses próprios, para o bem dos outros (Lucas 9.23).
Valioso. O rei de Israel, Davi, disse que não ofereceria sacrifícios a Deus que não lhe custassem nada (2 Samuel 24.24). Servir a Deus tem seu preço e vai além do custo financeiro. Talveseja necessário desistir de nossos sonhos, expectativas, reputação ou aposentadoria - ou, seja o que for que Deus peça de nós, a fim de enriquecer outras pessoas.
Constante. Devemos nos derramar uns pelos outros em atitudes de amor (Efésios 4.2), fazendo pelos outros o que não podem fazer por si mesmos; temos que fazer isso com constância e não quando nos convém (Efésios 4.2).
Como você pode sacrificar-se diariamente?
Empregando tempo em cuidar de pessoas ao redor.
Assumindo sua posição ao lado de Jesus, mesmo que isso ameace sua reputação.
Defendendo outro cristão, mesmo arriscando-se a ser rejeitado.
Sustentando pessoas de seu Pequeno Grupo, que queiram dedicar-se ao trabalho missionário.
Usando suas férias em um ministério.
Quando estamos dispostos a seguir os mandamentos das Escrituras de “oferecer nosso corpo como sacrifício vivo” (Romanos 12.1), descobrimos que servir uns aos outros é o aspecto central da “boa, perfeita e agradável vontade de Deus” para nossas vidas (Romanos 12.2).

PARA PENSAR:
Serviço levado a sério requer sacrifícios sérios.
VERSÍCULO PARA DECORAR:
“... devemos dar a nossa vida por nossos irmãos.” João 3.16
QUESTÃO A CONSIDERAR:

Que sacrifícios você pode fazer para enriquecer a vida de muitos?

Cia Casa de Davi

A arte a serviço do Reino. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.
- comentários com palavrões ou ofensas não serão aceitos;
- as criticas construtivas são sempre bem vindas;
- caso queira deixar o link para seu blog, fique a vontade.

Instagram